NOTÍCIAS

Instituto Gourmet vai ampliar presença em Minas
Compartilhe Compartilhe no Linkedin Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp
Publicação

Minas Gerais vai ganhar, nos próximos meses, mais três unidades da rede de franquias de ensino profissionalizante em gastronomia, Instituto Gourmet. As escolas serão abertas no bairro Alípio de Melo, região Noroeste da Capital, em Venda Nova, na região Norte, e em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), entre o fim deste exercício e o primeiro semestre do ano que vem, e demandarão aportes da ordem de R$ 350 mil cada.

Com a expansão, a rede capixaba já soma, em Minas, investimentos de quase R$ 2 milhões, de acordo com o sócio-diretor do Instituto Gourmet, Robson Fejoli. É que a escola, que chegou no Estado em 2018, já conta com outras cinco unidades em operação: no centro de Belo Horizonte, na região do Barreiro, em Contagem (RMBH), em Divinópolis (Centro-Oeste) e em Juiz de Fora (Zona da Mata).

“Nossa presença em Minas Gerais é bem expressiva. Em termos de alunos são aproximadamente 6 mil ativos, dos 20 mil em todo o País”, afirmou.

Atualmente, estamos presentes em todas as regiões brasileiras com 110 franquias vendidas e 62 em operação. Em termos de representatividade nos negócios, o sócio-diretor informou que, juntos, São Paulo e Rio de Janeiro representam praticamente 50% do faturamento. Já no âmbito do Sudeste, essa participação sobe para 70%.

“Estamos trabalhando para alcançar o marco de 400 franquias em três ou quatro anos, de maneira a atender toda população brasileira. Desde a fundação, em 2014, já triplicamos o faturamento e temos condições de crescer ainda mais”, ressaltou.

“Em março, atingimos nosso faturamento recorde. Mas com a chegada da Covid-19 em abril, perdemos cerca de 30% das receitas com o fechamento de unidades e contenção de despesas. Agimos rapidamente, apresentando opções digitais, inclusive com conteúdo extra, e a rede começou a se recuperar. Hoje já estamos com 90% do que faturamos em março, batemos recorde de novas matrículas em julho e agosto e esperamos encerrar 2020 atingindo as metas traçadas antes da pandemia”, completou.

Durante o período de distanciamento social, criamos novos métodos de ensino a distância, focando no empreendedorismo e, principalmente, no delivery. Para Fejoli, o sucesso da escola se dá ao fato da empresa ter como missão transformar a vida de todos os que integram o modelo.

Fonte: Diário do Comércio

Créditos: @sublime_patisserie

x